Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

Sempre fiquei com a mágoa de nunca ter tentado ser atriz. Adorava teatro! Fui feliz nos tempos de liceu em que representei as obras de Gil Vicente com amigos tão ou mais alvoreados que eu (sempre fiz papel de alcoviteira - porque seria?).
Ensaiavamos no auditório do liceu que agora, como se vê na fotografia, foi bem remodeladinho. Na minha altura tinha aquele cheiro de tábuas antigas, rangia por todo o lado...e era lindo!
Diversão da malta: colocar colchões da ginástica debaixo do varandim, que era bem alto, saltar lá de cima e aterrar na esponja. A boa da Elsa, que nunca sequer fez educação fisica na escola (aquela tanga do osso do femur que nasceu marado) e que era anafada como um texugo, tinha de fazer como os outros, né? Mas, como não tinha os cinco bem medidos (nem tenho)... resultado; saltei lá de cima e não sei como me arranjei mas, claro, aterrei de costas e apenas com uma mão em cima do colchão (se fosse desenho animado tinha aberto buraco até à cave). Capaz de me ter matado, dado um jeito ao pescoço ou coluna e estragado a minha vida (triste inconsciência e falta de trambelhos). Tenho um santinho muito forte!