Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

20190618_201922.jpg

Se há coisa para a qual não tenho jeitinho nenhum é para a cozinha (entre muitas outras - verdade se diga). Desenrasco apenas o básico: o arrozito, os bifinhos, as sopinhas - agora não me venham cá com dessossar de patos, esmifrar galinhas para cabidelas, rechear ou tostar animais e outros massacres do género.
Mas os meus pais vieram visitar-me e trouxeram-me tantos leguminhos frescos e viçosos que não os quis deixar estragar. Ora que faço eu com tantos tomates?
«Grandes, suculentos, sem químicos», disse-me a minha Gertrudes. 
Tirei-lhes o interior, meti lá para dentro alface, atum e um ovo, levei tudo ao forno e não é que saiu um pitéu? Era ver-me a comer tomates sem destino. Saudável, pouco calórico, cheio de fibras e proteínas....
Amigos preciso mesmo de voltar a passar pouco tempo em casa, senão, quando derem por mim,  tenho um penteado cheio de ondinhas no alto da cabeça como perfeita sucessora da Filipa Vacondeus (Deus a tenha!).
Agora já sabem- se vos convidar para jantar na minha casa levam com os tomates!
Tal não é a moenga...

MyEmoji_190426_112334_37.gif

 

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.