Jornalista Blogger Alentejana Entertainer

Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro! Só caganças e fanfarronadas! Por Dios!!!!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro! Só caganças e fanfarronadas! Por Dios!!!!

Há maneiras mais fáceis...

Matabicho.jpg

Ora atentem no que encontrei no Facebook  - publicação do meu amigo Rogério Neves. Como devem calcular o meu sobrenome sempre foi ótimo desbloqueador de conversa. Não bastava eu ser pessoa marcante, quanto mais o meu apelido ser original e fácil de memorizar. Desde sempre fui a Bichinha, a Bicheza, a Bicho mais nova...O meu pai até já foi a tribunal - lá nas pescarias dele, houve um indíviduo que se abarbatou a outro (à porrada, entenda-se) por alguém ter gritado Ó Bicho e esse mesmo indíviduo ter achado que o estavam a ofender quando apenas estavam a chamar o meu pai (em tribunal quando lhe perguntaram porque respondia por Bicho, o meu santo pai apenas se levantou e escarrapachou o Bilhete de Identidade perante o juiz). 

Também é verdade que o Bicho muitas vezes espoletou aquelas piadolas rascas, do género: és Bicho e mordes? Dah!!!

Agora o Mata Bicho...já leram a bela prosa que aqui publico na imagem, certo?

Pois que sendo o Mata Bicho uma bela pomada em forma líquida de uva espremida - não é algo que se adeque à minha pessoa. Sempre fui muito fraca na bebida. Aliás fico bem baratinha. Só gosto de gin tónico e vinho tinto mas como têm tantas calorias....Mas, lá está, em excesso é o descalabro.
Dois goles e fico bem. Três já estou coradinha. Quatro falha-me a força nas pernas. Cinco goles e dá-me o tifo. É que como sou bem disposta por natureza, o álcool tem em mim efeito inverso. Fico muito bruta, estúpida, imbirrante e aí sim, chego a morder de raivosa. Vão ter de encontrar outro Mata Bicho no meu caso.
Mas como também não faço mal a ninguém....