Jornalista Blogger Alentejana Entertainer

Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro! Só caganças e fanfarronadas! Por Dios!!!!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro! Só caganças e fanfarronadas! Por Dios!!!!

Péssima no romance!

dentadura.jpg

Não querendo ser chata, que é adjetivo que não se coaduna com a minha pessoa, já subscreveram Bichanando? Importam-se, 'faxavôr', de deixar o vosso mail na caixinha por baixo do meu trombil?
Agradecida
'Atão' vamos a isto...
Chego a sonhar que me caem os dentes! Toda a vida sofri horrores com a boca. Já passei por todas as intervenções possíveis e imaginárias, já levei dezenas largas de anestesias - há uma, a chamada intrapulpar, que deverá ser semelhante a descarga elétrica daquelas que se vê os ossinhos todos nos desenhos animados... Só tenho dentes para sorrir, sempre ouvi na minha já vivida existência.
Então, andava eu em flirts com o meu atual digníssimo esposo, com quem vivo em pecado há nove anos, quando, claro, passei por situação deveras embaraçosa. O homem gostava de levar-me a comer peixe grelhado a Sesimbra. Lá estavamos nós naquela conversa do mão na mão, do pisca o olho,do ai és tão engraçada quando chegou a refeição...Foi logo na primeira garfada. Já imaginam, ?
Caíram-me os dentes provisórios com a mastigação. Levantei-me, fui a correr para a rua. O Zé Luís náo sabia se havia de correr atrás de mim, se pagava o almoço que nem chegara a começar, ou sequer sabia como havia de calar-me a choradeira...
O homem do restaurante olhava para nós, certamente, a pensar: mas que gente é esta?
O Zé Luís, com toda a paciência do mundo, tentava acalmar-me sem que eu conseguisse fazer mais que balbuciar hum, hum, hum! (sem abrir a boca, lógico).
Moral da história, só ficar sem dentes me fecha a matraca!

4 comentários

Comentar post