Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

sombra.jpg

O que vale é que eu, onde quer que chego, arranjo logo companhia.
Nas minhas novas funções e respetivo poiso tenho agora nova 'sombra'- já vos contei de um filha da mãe de um gato preto que me persegue de tal forma que até se enleia nas minhas pernas, não já? Mas não é dele que quero falar-vos agora. Pois que anda lá um rapazito que vive lá dentro do recinto com os avós. Ali passa os dias inteiros, para baixo e para cima - ora a pé, ora de bicicleta. Trato-o com amizade e deferência. Perguntei-lhe o nome para trata-lo pela sua graça. Miúdo de instituição. 
Mas o moçoilo descobriu-me no Facebook. Manda mensagens a desejar bom almoço, bom jantar, acena, envia emojis - vê-se que é solitário e que mima quem lhe mostra os dentes. E eu e a minha mania e orgulho nos meus implantes....
Agora não posso dizer ao moço que não quero tanta atenção, certo? Parece que estou a ouvir a minha mãe - «Ó Noca, coitadinho»!
Estou sentada a trabalhar e só lhe vejo a sombra, a passar de um lado para o outro. E espreita. E sorri.
Não há como não ficar enternecida. Só não gosto quando me trata, vezes sem conta, por senhora!
Bem, pelo sim, pelo não, e como as pessoas puras falam verdade, fui comprar ácido hialurónico para preencher as rugas.
Tal não é a moenga...

MyEmoji_190426_112334_23.gif

 

 

20190403_184003.jpg

Ei! Aish! Catano! Eh lá! Para tudo que o João Pinto faz 40 anos!
Acontece aos melhores, é certo... Pinto! Já vos falei dele inúmeras vezes. O amigo (de polo verde na foto), instrutor há 20 anos, o único que me diz: « Elsa Marina vai para a porra», que eu não me chateio. O único que me diz : «treinas tu há tanto tempo para continuares assim?», e eu não me irrito. O único que me diz: «não queiras fazer flexões e trabalhar esses braços que essa gelatina endurece sozinha», e eu rio-me. 
Se eu fosse homem, queria ser como o João Pinto: poço de energia, a parecer um coelho sem cartilagens a saltar por cima de caixas, a parecer o gorila das pastilhas pendurado nas barras. Sorriso de orelha a orelha e uma paixão pela vida e pelo desporto pura e simplesmente, incomparável! Claro que seria bem mais charmoso, giro, sensível, muito menos desbocado.... e com muitos mais gémeos!
Pensando bem, e tendo costelas alentejanas, é natural que tenhas saído assim, esse grande gajo! Não é para quem quer, é para quem pode (é assim, nem todos somos abençoados com esta dádiva da planície).
Bem, terminando que isto já está longo- dinheiro não tenho para te dar, paciência também não, doces - o que mais tens são babes para te dar açúcar -, portanto, olha - saudinha!
É o que se quer. Adaptando a anedota dos alentejanos: Maria, dá-me o tê amori! Olha - tomo-o!  - João Manuel: toma-a - a minha sincera amizade (sniff)!
Hoje perdoas-me a faixa de agachamentos com esta linda lamechice, certo?
Tal não é a moenga....

P. S - A minha sogra Elisabete também faz anos hoje. Quando for sogra, quero ser como a minha sogra (será que tenho um problema em copiar identidades????)

MyEmoji_190124_110459_6.gif

 

amigo.png

O dirigismo associativo dá muita moenga. Por mais que queiramos fazer ou ajudar, não há maneira de não nos saturarmos de andarmos ali a brincar às presidentes de clube de bairro (brincar de forma bem séria, frise-se). Além das dores da cabeça que sempre nos obrigam a recorrer aos Brufen, ainda arranjamos maneira de discutirmos umas com as outras. Mas, verdade se diga, também já muito me ri no Centro Desportivo Cultural e Recreativo dos Moinhos da Funcheira (CDCRMF). Como da vez em que recebemos a visita de forças vivas da região, tendo as nossas ginastas (entre as quais a minha filha) feito uma pequena apresentação para os ilustres convidados. Piruetas, flicks, esparregatas, mortais...No final, estavamos todos as conviver e eu a apresentar-me ao presidente da Junta, quando chega o meu amigo Miguel, de 11 anos, saindo-se com esta: «Então Elsa, até te cagaste toda de ver a Caetana às cambalhotas, não?»
Ri-me tanto. E o autarca também achou graça, logicamente. A verdade é que adivinhou. Sempre se me revolvem os intestinos....

Tal não é a  moenga...

(já agora, e sem querer abusar da vossa santa paciência, dá para gostar desta página - https://www.facebook.com/Bichanando/?ref=bookmarks - e deixar uma criticazita jeitosa que vá de encontro à vossa consciência e ao meu agrado? Bom poder contar com vocês!!!!)