Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

b29cdcd6874f83bbf702348ee0388ccc.jpg

Ora, voltemos ao BMW. Depois de lhe terem caído bocados e de ter os pneus mais carecas que o Humpty Dumpty ( quem se lembra do Humpty Dumpty?)-, ou seja; depois de ter empregue mais um pé de meia naquela lata com quatro rodas (sim, quatro, que acho que não tenho suplente), agora vem nova batulada a caminho. Pois que, há já algum tempo que a solfagem era...miragem. Eu, monga, achava que era eu que não atinava com os botões. É boneco a apontar para cima, boneco a apontar para os pés, mais luzes para isto, mais luzes para aquilo, mais o botão da saída de ar que abre e fecha e nunca atino se os estou a abrir ou fechar...(acho que ficou a ideia certo?) Na realidade, há algum tempo que não bulia nadinha. Até que me disseram que o ar condicionado tinha pifado. O que rapidamente confirmei nestes dias de grande brasa. Está bem que sou alentejana e que me dou muito bem com o calor - costumo dizer que sou como os ácaros, no quentinho é que me sinto bem - mas também não abusemos. Anteontem deixei o carro parado ao sol e até queimei a bolha no dedo que tinha feito a passar a ferro tal a temperatura do volante...Bem , resumindo e baralhando: ai, é o ar que precisa ser carregado. Ai, afinal já não tinha gás algum mas o carro não consegue processar o vento e fazê-lo circular para o arrefecer. Ora, se não fosse outro achaque do mesmo é que eu estranhava. Venha de lá um regulador, que remédio. Posso estar amarela mas é da falta de vitamina D, não quero que seja de derreter dentro do BMW como uma vela.
Se for da marca é X, ou preferes marca branca? Eu? Prefiro marca branca, transparente, translúcida já que não há marca invisível. Caso contrário, olha deixa...Faço de conta que vivo na Amareleja e que todos os dias de verão têm 50 graus à sombra.
Tal não é a moenga..

MyEmoji_190426_112334_14.gif

 

20190412_223013.jpg

Olhem que eu...realmente só a mim! Acreditam que consigo ter sorte mesmo quando não tenho nenhum azar? Numa destas tardes, o meu telemóvel não parava de tocar, número que não conhecia. Raios! Que nervos - seria alguém para vender-me cursos, ou seguros, ou porras...aish! Não atendi. Seguia a minha vidinha quando recebi a mensagem que acima publico: tinha perdido a carteira e guardaram-ma no shopping dos Olivais. Inacreditável!
A sorte que eu tenho. Estava num café e confidenciei que tinha de ir a fugir buscar a bendita carteira: meu dinheirinho, meus cartões!
Apressei-me, ainda fui à casa de banho, e pus-me na fila  - sim, que este novo método de cartões nos cafés pode ser mais prático para os estabecimentos mas para os clientes é uma valente seca! Atão não é bem mais cómodo pagar ao funcionário de mãos cheias de calos e unhas negras que guarda as moedinhas pretas numa bolsinha de cintura?
Lá paguei o meu belo chá verde ...atão mas espera lá: se eu paguei, tenho a CARTEIRA na mão! Dah! Fui ver à mala e não me faltava nada!
Raios! Liguei para o número da mensagem. «Olhe a carteira não é minha! »
«Mas encontraram uma carteira que tinha o seu cartão da nossa parafarmácia com o seu número!»
«Pois - não sei que se passou!»
Resumindo e baralhando: ou alguém encontrou um cartão meu e ficou com ele, ou alguém tinha o meu número na carteira perdida ...Querem ver que há taça? Hum?????!!!

Tal não é a moenga...

MyEmoji_190124_110459_45.gif

 

espelho.jpg

Eu sei que já parece que estou a inventar....quem me dera que assim fosse! Mas não! Ando só numa fase de enorme magnetismo que só atrai o azar. Verdade que voltei a escafiar o carrinho. No mesmo parque de estacionamento de quando raspei na cancela do ticket e 'arrebentei' com a capa que reveste a roda...
Aquilo tem uns pilares manhosos e os carros com tanta paneleirice têm os botões todos perto uns dos outros. Queria premir o de abrir a janela, carreguei no de abrir os espelhos no preciso momento em que ia a fazer marcha atrás e a passar pelos estreitos pilares...Badum!!!
Há lá um funcionário que já só se ri quando me vê passar!
Fui ao mecânico. Ao simpático do Miguel que, esse então, já nem se ri de mim, com pena do carrinho. «Epá, o espelho é constituído por peças soltas, há que comprar em separado....depois o vidro não é dos normais. É fosco e é aquecido...»
Para que raios há vidros aquecidos num retrovisor, alguém me explica???
«Depois a caixa é rebatível e não pode ser uma qualquer...»
«Então mas não posso por um espelho que não recolha? Eu não me importo!»
«Não, porque depois quando o da esquerda rebate, o da direita não e começa a queimar os fusíveis!»
Ora porra...faltava cá mais esse com os fusíveis queimados! Não basto eu!
Resultado: mais uma prendinha de Natal daquelas bem saborosas!
Isabelinha, este ano partilho contigo o vinho do Porto para ver se me esqueço de tanta aselhice e despesa. Ficam os Mon Cheries todos para a mãe que sempre fica sem força no pescoço com o licor dos chocolates!

P. S. Obrigada à gentil alma que foi entregar a capa do espelho à Fatinha Boaventura, do restaurante Abacate, no Central Park de Linda a Velha. Deus vos arrebente com saúde!