Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

3d6939_ecc74ff4d2a2492f9b0470375352e310.jpg

Tanto que eu gosto de cicatrizes, tanta mocada que dou em tanto lado e não consigo ficar com marca alguma... Só pode ser castigo pelo meu alvoreamento. Agora estou na fase de martirizar a orelha esquerda. 
Outro dia, estava no parque de estacionamento do Fórum de Linda a Velha - o tal cujos postes conhecem bem as quinas do meu carro-, ia pagar o ticket, seguia olhando para o telemóvel de fuça no chão (como sempre), lá reparei no filho da mãe do espelho colocado ao nível do meu 1.69m... Que fuerada! Minha bela orelha.
Agora- há coisa de minutos minha gente-, calculei mal a distância para entrar no bólide, espetei com a mesma orelha, a esquerda, na quina do vidro da porta.
Tenho a certeza que vai ser toda a semana nisto. 
Tal não é a moenga...

MyEmoji_190124_110459_15.gif

 

20190723_091959.jpg

Ora, já perceberam que sou um bocadinho esquisitóide com a alimentação e comida saudável, certo?
Confesso que sou só um bocadinho.... Ando sempre de lancheira atrás com as minhas frutas, iogurtes, cenouras cruas, pepinos para comer à dentada e... ovos cozidos! Como muitos. Só tenho de começar a descasca-los em casa. Muitas vezes, de um lado para o outro, é no carro que saco do belo do ovinho e como-o enquanto conduzo. Logicamente, por mais que guarde a casca, há sempre umas partículas que caem para baixo dos estofos. Digamos que muitas casquinhas decoram os tapetes e tablier do meu bólide.
Fui mandar limpar o carro.
O senhor, ucraniano, ficou a olhar para mim. Primeiro o carro cheirava a ovos cozidos- e não a outras coisas que se pudessem pensar já que os ovos cozidos, como se sabe, também não cheiram assim lá muito bem. E se o homem chegou a pensar que era odor de outro género - género alívio de intestino - estavam lá as milhares de casquinhas, que lhe deram' trabalhêra' imensa - a prova-lo.
O homem  não se conteve.
«Gosta muito de ovos...»
E riu-se, gozando comigo.
Toda a gente goza comigo.
Tal não é a moenga...

MyEmoji_190426_112334_9.gif

 

tlm.jpg

Garanto-vos que sou totalmente sincera quando vos digo que adorava ser mais aprumada, prendada, organizada e todas as ...adas que traduzam ter trambelhos no que faço. Tenho a mania de andar sempre carregada como uma mula - jornais debaixo do braço, mala enorme e sempre cheia de tralha, comida para não ceder a alimentos menos nutritivos - agora ando sempre com pepino e como-o à dentada -, casaco pendurado à cintura sempre a cair, trolley no ginásio pela outra mão...Resultado, nunca tenho mãos para encontrar as chaves do carro dentro do malão que me desiquilibra a espinha. Vinha da minha terapia diária (ginásio, já sabem) e quis abrir o bólide - que entretanto, à frente, está amarelo (voltei a raspa-lo nos pilares do estacionamento). Bem - tive de mandar tudo para o chão e procurar o comando do carro. Pus o telemóvel e um pacote com comida do Celeiro em cima do carro para ver se me conseguia desenvencilhar de tudo aquilo. Vou fechar a bagageira e estava perra. E eu, estúpida, em vez de olhar e perceber o que estava a emperrar a porta de trás - não, continuei a fazer força e a acalcar a porta. Acreditam que consegui fechar a bagageira com o telemóvel entalado nas dobradiças. Até gelei. Puxei-o, lógico, não saía. Voltei a abrir a porta  ... e tira-lo, depois, de lá? Nem vos conto as asneiradas cabeludas que consegui dizer em dois minutos ininterruptamente. De certeza - foi recorde!
Meu belo telemóvel, abençoado carro que não o estragou, raios partam este feitio de tanga que só me estorva e enerva. Não fosse isso até que era bem ...normalinha!
Tal não é a moenga...

MyEmoji_190124_110459_45.gif

 

b29cdcd6874f83bbf702348ee0388ccc.jpg

Ora, voltemos ao BMW. Depois de lhe terem caído bocados e de ter os pneus mais carecas que o Humpty Dumpty ( quem se lembra do Humpty Dumpty?)-, ou seja; depois de ter empregue mais um pé de meia naquela lata com quatro rodas (sim, quatro, que acho que não tenho suplente), agora vem nova batulada a caminho. Pois que, há já algum tempo que a solfagem era...miragem. Eu, monga, achava que era eu que não atinava com os botões. É boneco a apontar para cima, boneco a apontar para os pés, mais luzes para isto, mais luzes para aquilo, mais o botão da saída de ar que abre e fecha e nunca atino se os estou a abrir ou fechar...(acho que ficou a ideia certo?) Na realidade, há algum tempo que não bulia nadinha. Até que me disseram que o ar condicionado tinha pifado. O que rapidamente confirmei nestes dias de grande brasa. Está bem que sou alentejana e que me dou muito bem com o calor - costumo dizer que sou como os ácaros, no quentinho é que me sinto bem - mas também não abusemos. Anteontem deixei o carro parado ao sol e até queimei a bolha no dedo que tinha feito a passar a ferro tal a temperatura do volante...Bem , resumindo e baralhando: ai, é o ar que precisa ser carregado. Ai, afinal já não tinha gás algum mas o carro não consegue processar o vento e fazê-lo circular para o arrefecer. Ora, se não fosse outro achaque do mesmo é que eu estranhava. Venha de lá um regulador, que remédio. Posso estar amarela mas é da falta de vitamina D, não quero que seja de derreter dentro do BMW como uma vela.
Se for da marca é X, ou preferes marca branca? Eu? Prefiro marca branca, transparente, translúcida já que não há marca invisível. Caso contrário, olha deixa...Faço de conta que vivo na Amareleja e que todos os dias de verão têm 50 graus à sombra.
Tal não é a moenga..

MyEmoji_190426_112334_14.gif

 

20190512_143412.jpg

Hoje de manhã saí cedinho para deixar a minha Caetana no treino para mais uma exibição de acrobática das minhas ginastas dos Moinhos da Funcheira. Aproveitei estar sozinha e equipei-me para também ir correr para o Parque das Artes e Desportos da Amadora ( a autarquia devia premiar-me por tanta promoção da cidade onde as casas são já, pasme-se, bem mais dispendiosas que em Carcavelos )!
La´ia eu no caminho de sempre, de todos os dias, e, quando parava na passadeira ou nos sinais, via pessoas a olharem-me para o carro e a rir. Pensei - bem, deve ser o sol que faz a malta ficar toda simpática. 
Cheguei ao clube e já lá estam muitas miúdas que mal dormem com a cigueira da ginástica - benza-as Deus!
Até açapei à entrada, apitei para as assustar e começaram todas a rir de mim - até aqui nenhuma novidade. Pensei: deve ser da minha figura, armada em atleta de trazer por casa.
«Então, onde foste tu roubar isto? Publicidade não? Está certo - Para que queres tu isto no carro?»
«Isto o quê, pá!?», perguntei com cara de parva.
Foi quando me apercebi do 'dístico' que alguém me colara no veículo (ver imagem)! Só barracas!
Bem, sempre é melhor que o clássico escrito no carro a dizer - lava-me porco - ou algum outro papel a insultar-me, ou no mínimo, a chamar-me de monga (que sou!)
Este desgraçado deste BMW merecia melhor sorte. Até ele atrai moengas!
Tal não é a moenga...

MyEmoji_190426_112334_24.gif

 

20190422_162050.jpg

É desta que vou aprender a andar de bicicleta como deve ser. Irra, que 'fartação' tenho do carro!
Pobrezinho - bom demais é ele com as judiarias que lhe faço. Então mas um ano passou tão rápido para ter de o levar de novo à inspeção? E como raio é que os pneus ficam carecas, carequinhas, de um dia para o outro? E alguém me explica como porra se gastam escovas se mal tem chovido? 
Não se pode ter uns cêntimos a mais que logo surge o estropício do carro para mos chupar.
E ainda parece que me ouve, o meu BMW branco toda escangalhadinho. Como se não me desse dor de cabeças que cheguem, comecei a ouvi-lo arrastar. Pareciam correntes pelo chão... Na estrada faziam-me sinais a apontar para baixo. Querem ver que é o paralamas que preciso trocar e que já apodreceu repentinamente? 'Atão' mas o paralamas náo é atrás? O barulho vem da frente.... Fui ver - era um bocado do resguardo! Caiu! Ups! Agora, sim, estou desresguardada! Novidade....Isto não me tinha acontecido já?

Tal não é a moenga...

P.S - Viva o 25 de Abril. Todos os anos conto a nossa história à minha Caetana.
«Lembras-te filha?»
«Sim, foi quando afastaram o mau com nome de raspa bolos!»
Atroz falta de sensibilidade!

MyEmoji_190124_110459_15.gif

 

arrumador.jpg

Ora, continuo na senda de encontrar novo rumo profissional depois de, há quase um ano, ter chorado todos os líquidos do meu volumoso corpinho por ter saído do jornal A BOLA para dedicar-me ao tesouro da minha vida: a Caetana!
Mas, como ainda estou à espera de ter rendimentos para viver deles, tenho de andar às cabeçadas até encontrar qualquer coisa em que seja boa (estou tão l.....dida).
Tenho-me, então, inscrito em cursos de redes sociais, cursos de escrita criativa e outras coisas que tais. Num destes dias, diriji-me para nova formação e voltou a deparar-se-me problema do qual não tinha quaisquer saudades: estacionar o carro em Lisboa (que ficou longe para caraças!) Encontrei um sítio com parquímetro verde e logo surgiu detrás das árvores um simpático arrumador estrangeiro que me endrominou valentemente.
Não quis eu pagar 12 euros por dia para deixar o bólide (sempre o filha da mãe do carro) no parque do hotel para depois, esperta, esturrar o mesmo valor, depois do indivíduo me ter convencido que tomava conta do respetivo carro e que, durante, todo o dia, colocaria tickets para não ser multada. Isto, mais um euro para o café, mais outro para comer uma sopa.... E eu só pensava: ai que o Zé Luís até me tira o escalpe se o homem faz alguma coisa ao carro. Moral da história, não só me ficou mais caro que o parque do hotel onde estava a ter formação, como fiquei todo o dia com o estômago colado às costas com receio do veículo ser rebocado ou maltratado (para isso já chegam as minhas batidas). Ah: e no meio da lavagem cerebral que o arrumador me fez com uma pinta do caraças, ainda me perguntou se no dia seguinte voltava a precisar estacionar para repetirmos o esquema. Ando eu a estudar marketing - porra, aquele é mestre em vendas e não me parece que algum dia tenha sido estudante.
Tal não é a moenga...

 

 

MyEmoji2.gif

 

lebre.jpg

Porra que é demais! Lembram-se de ter-vos contado que numa destas noites andei perdida, madrugada dentro, no meio do matagal e de, inclusive ter chorado por não descobrir o caminho para regressar a Lisboa? Pois, tive que lá voltar.
A boa notícia é que, desta vez, não me perdi- também pirei-me cedo que aquele breu deu-me pesadelos. Outra boa notícia é que, sabendo ao que ia e o caminho que me esperava - cheio de buracos, uma desgraçada estrada de cabras da era medieval-, peguei no meu carrinho - que até tinha sido lavado e voltou a ficar todo c.....sujinho- e lá vim, devagarinho a fintar todas as crateras para não o espatifar mais, a abrandar muito, muito na aproximação das lombas, a parar, inclusive, antes de passar por cima de duras ramagens....Estava eu a portar-me tão bem quando - saltou-me qualquer coisa à frente.
Eu acho que era uma lebre mas era tão gorda que nem quero aventar outra hipótese.
Foi por um triz que não lhe dei uma panada. Não dei mesmo. Agora, que o bicho me assustou, irra! Oabre! Arranquei por ali fora, qual rali, voando sobre os buracos - badum , catrapum, que até o banco de trás se desarmanou como quando temos de fazer muita força para rebater os bancos, sabem?
Bem, se aquele carro falasse...Só tinha destas para contar, ou pensam o quê?
Tal não é a moenga...

 

MyEmoji2.gif

 

espelho.jpg

Eu sei que já parece que estou a inventar....quem me dera que assim fosse! Mas não! Ando só numa fase de enorme magnetismo que só atrai o azar. Verdade que voltei a escafiar o carrinho. No mesmo parque de estacionamento de quando raspei na cancela do ticket e 'arrebentei' com a capa que reveste a roda...
Aquilo tem uns pilares manhosos e os carros com tanta paneleirice têm os botões todos perto uns dos outros. Queria premir o de abrir a janela, carreguei no de abrir os espelhos no preciso momento em que ia a fazer marcha atrás e a passar pelos estreitos pilares...Badum!!!
Há lá um funcionário que já só se ri quando me vê passar!
Fui ao mecânico. Ao simpático do Miguel que, esse então, já nem se ri de mim, com pena do carrinho. «Epá, o espelho é constituído por peças soltas, há que comprar em separado....depois o vidro não é dos normais. É fosco e é aquecido...»
Para que raios há vidros aquecidos num retrovisor, alguém me explica???
«Depois a caixa é rebatível e não pode ser uma qualquer...»
«Então mas não posso por um espelho que não recolha? Eu não me importo!»
«Não, porque depois quando o da esquerda rebate, o da direita não e começa a queimar os fusíveis!»
Ora porra...faltava cá mais esse com os fusíveis queimados! Não basto eu!
Resultado: mais uma prendinha de Natal daquelas bem saborosas!
Isabelinha, este ano partilho contigo o vinho do Porto para ver se me esqueço de tanta aselhice e despesa. Ficam os Mon Cheries todos para a mãe que sempre fica sem força no pescoço com o licor dos chocolates!

P. S. Obrigada à gentil alma que foi entregar a capa do espelho à Fatinha Boaventura, do restaurante Abacate, no Central Park de Linda a Velha. Deus vos arrebente com saúde!

roda.jpg

Ora, para que serve um blogue? Descrevo esta minha plataforma como sítio onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro - mas já vos disse que sou má de limpezas, certo? Então de cérebro!
Pois que serve-me o presente blogue para informar o digníssimo indíviduo que me atura que raspei com o carro ao sair do restaurante Abacate (Central Parl, Linda a Velha). Um senhor veio atrás de mim e deu-me a capa da roda que tinha caído e ficado lá atrás (as rodas têm capas?!!!)
Sei que tenho de ter cuidado, que o carrinho está todo escafiado, que não sei pensar...tens razão em tudo. Mas não fiz por querer, naturalmente! Como sempre! 
Conto agora com os comentários abonatórios de quem me lê para ajudar a amansar a fera....Se faz favor podem escrever aqui, ou no face, que sou miúda cinco estrelas, que sou destrambelhada de natureza, que se estivesse na América podia pedir indemnização aos meus pais por me terem feito assim e outras coisas bonitas e fofas do género para ele não ralhar comigo...Afinal já é Natal! Agradecida!