Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

20190517_182231.jpg

Devia ter-te dado ouvidos, Gertrudes! Quem vive longe da sua mãe sofre imenso, e eu sinto-o cada vez mais. Tutinha do meu coração, pessoainha 'mai' linda da sua filhota Noca! Os conselhos e orientações de mãe são inigualáveis - tantas vezes me quiseste ensinar a fazer uma bainha, a pregar um botão...
Ontem a minha Caetana e as ginastas dos meus Moinhos tiveram mais um sarau. Por não terem todas maiôs iguais, inventou-se uma fardamenta que exigia alguma costura: um pedaços de tecido brilhante e umas lantejoulas. Olhem que sabia que o dirigismo ia dar-me dores de cabeça mas que que me ia por de agulha na mão na mesa ao lado da homenzarrada a beber 'jolas'...Só visto.
As minhas comparsas de associativismo (como se comprova na foto) até que se ajeitavam com os modelitos. Eu? Irra, desgraçada da ginasta que teve de usar o top cosido por mim - os moitões de linha até a devem ter aleijado quando se mexia! E apanhar agulhas do chão? Nem isso eu conseguia. E enfiar a linha na agulha? Toupeira, pitosga, com o sol de frente...jamais! Amigos- há tarefas que custam mais que maratonas! Verdade que gostava de ser mais aprumadinha. Gertrudes, fazes-me tanta falta!
Tal não é a moenga...

MyEmoji_190426_112334_8.gif

 

costura.jpg

Vivendo e aprendendo. O povo é que sabe e diz bem! Quem haveria dizer que uma pequena conversa sobre agulhas para máquina de costura me ia ser tão complicada de manter...
Pois que a minha Gertrudes é costureira e, de quando em vez, precisa de agulhas para a máquina de costura que não consegue encontrar em, Beja. Lá fui eu a caminho de uma bela lojinha de artigos destes na Amadora - a Amadora tem tudo. Descobri este belo estabelecimento bem perto de casa quando antes tinha de deixar o carro quase no IC 16 para chegar à rua principal de Sacavém.
Entrei e estava uma mulher, trombuda que dava dó, que levou no mínimo uns 10 minutos a vir ter comigo quando a loja estava vazia.
Expliquei o que queria. «Quer de 50, 60, 70, 80, 90 ou 100?»
«Isso são agulhas por pacote?», perguntei.
«Não», respondeu-me como se eu fosse muito burra. «É a referência!»
Ya - é que isso faz parte da cultura geral de qualquer ser humano, querem ver?
Tentei ligar à minha mãe mas não me atendeu o telefone.
«Olhe, ela pediu-me agulhas para vários tipos de tecidos: para coser gangas, lãs, cetins...»
«E? Quer levar de quais?»
«Todas, ela precisa de várias....»
«De 50, 60, 80, 90 ou 100?»
«Oiça - não sei. Você é que me poderia ajudar dizendo-me quais são as agulhas para gangas, lãs e cetins...Esqueça, dê-me um pacote de cada! Servem em máquinas Singer, certo?»
«Qual a referência da máquina?»
Porra mais as referências...«Sei lá. É uma máquina meio antiga mas daquelas normais, domésticas!»
«Estas agulhas dão para todo o tipo de máquinas», elucidou-me. 'Atão', se dão para todas, para que porra queria saber a referência? Irra!
Tal não é a moenga....

MyEmoji13.gif