Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

20190503_104331.jpg

Tuta Galamas! Gertrudes Margarida! A minha mãe!
Lógico que hoje vou estar dedicada à minha Caetana que há dias me enche com cartas, mimos e bêjos.
Sei que nasci porque tinha de trazer ao mundo aquela furacão em forma de criança. Falando em furacões - com tanta tempestade que tem aparecido nos últimos tempos não sei como ainda não batizaram nenhuma de Gertrudes. Só porque não conhecem a minha Tuta! Esta mulheri- é a única que me deixa sem palavras, tal o feitio da criatura.
Se sabe que eu, ou algum dos dela, tem alguma dor, nem que seja de uma unha encravada, nem dorme de aflição. Mas quando está connosco, roubar-lhe um carinho é tarefa hercúlea. Às vezes deito-me no seu colo e invento que tenho comichão só para ver se ela me afaga a cabeça. E até os seus cascudos sabem tão bem! Nunca tivemos hábito lá em casa de dizer amo-te, adoro-te, tal como agora faço questão de dizer à minha Caetana todos os dias ao acordar. Só por uma vez vi a minha mãe super fragilizada e sem defesas: na noite em que me levantei de madrugada para ir para a Suécia fazer o Erasmus. Minha Gertrudes estava sentada na cama, chorava desesperada, pedindo-me que não fosse. Deu-me abraco superapertado e encheu-me de beijos. Acho que não volto a receber demonstração tão pura do seu amor. Por isso, Gertrudes,- é verdade-, vou viver para Nuku’alofa, capital do Reino do Tonga que fica do outro lado do mundo!!!!! Vai um beijinho???

Feliz dia da mãe minha Tuta!
(Amo-te!)

Tal não é a moenga....

MyEmoji_190124_110459_6.gif