Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

20190506_191432.jpg

Já estou mesmo a passar-me! Prestes a pisar o risco e a dar o TILT. Catano- para não dizer uma asneira cabeluda. Cabeluda mesmo - eis o motivo da minha tripe. É que à minha Caetana, cabeluda, não se lhe esgotam as lêndeas. Quem lhe olha para a cabeça deve pensar que aqui a mãezinha é uma desleixada que não se importa com a higiene da criança. Fossem todas como eu! Já perdi conta ao dinheiro que gastei em produtos anti piolhos e anti lêndeas. Desesperada, consultei aquelas clínicas do piolho que garantem mandar-nos as crianças para casa sem resquício de parasitas. Certo! Então mas a minha tufão chega à escola e apanha-os outra vez! Decidi, então, gastar o preço do tratamento na clínica num pente elétrico que, supostamente, agarra lêndeas e apita se encontrar piolhos.
Outra decisão acertada! Aquilo penteia tanto como uma colher de agarrar esparguete! Mas apitar, apita. De três em três segundos. E não é quando encontra piolhos - é para sabermos que o pente está ligado! A boa notícia é que a miúda não tem piolhos  senão o pente parecia Las Vegas tantas as luzes e os apitos. A má notícia é que, com o dinheiro que dava para encher o frigorifico uma semana, esturrei-o numa m#%&$&%$&da que ainda deve fazer cócegas às lêndeas. Aquela bicheza na cabeça da minha Piqui chamam-lhe um figo! Devem estar a fazer uma rave com os filhos da mãe dos apitos do pente, género a música The Night Train dos meus tempos de rambóia! Moche!!!!

Tal não é a moenga....

MyEmoji_190426_112334_12.gif

 

comichao_cabeça-280x280.png
Começa uma mulher a pintar os brancos e depois...torna-se uma renda! Temos sempre de continuar a fintar a idade e a camuflar o que de natural nos acontece. Aliás, frise-se que comecei a pintar o cabelo para ver se os piolhos não se encantavam com a minha cabeça (haja alguém ou alguma coisa que acha graça à minha mona). A verdade é que não há químico que faça frente à praga (atenção que agora estou limpa)!

Voltei às minhas amigas de sempre, umas queridas - vejam bem: riem-se das parvoêras que eu digo -, mas quando chega o momento de ficar com o gloss na cabeça...arre que todas as asneiras são poucas para aliviar o desespero. É que aquela porra dá uma comichera no escalpe...Catano!  E depois não podemos jogar as gânfias à cabeça senão ficamos com as mãos e unhas cheias de tinta.
Solidárias com a minha aflição dão-me um daqueles pentes fininhos para ali ficar, horas a fio (devem ser 10 longos minutos) a alfinetar-me toda e a pedir misericórdia. É mais a pedir que me arranquem o escalpe todo. E a seco. A frio. De rasgão!
Também é verdade que, depois, a água fria e as massagens do shampoo...ai...ai, são o céu!
Informaram-me então que, se tivermos o cabelo sujo, temos menos comichão.
Da próxima vez juro que mergulho a cabeça num lagar de azeite primeiro...

Tal não é a moenga...

MyEmoji_190124_110459_15.gif