Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

Bichanando

Onde uma jovem quarentona limpa o cotão que tem no cérebro!

alentejana-te.jpg

Muito bom! Tenho tanto orgulho de ser alentejana. Que povo com capacidade de rir de si próprio, que gente para encarar adversidades com uma anedota, de enfrentar tristezas com uma modinha (uma canção, entendem?)
Esta imagem e este slogan do 'alentejana-te' são deliciosos. E o hastag #quétosporra é simplesmente divinal. 
A mensagem é forte e apela para que todos nos aquietemos em casa enquanto o cabrão do bicho não se esvai. Raios partam os bichos que só nos dão fezes - esta expressão é talvez das mais feias do nosso dialeto mas que a usamos ... usamos!

Como sabem, saí cedo da terrinha e sempre fui um bocadinho acelerada de mais para condizer com o protótipo alentejano - acelerada a falar, a ser... Para mais não como enchidos, bebo pouco vinho tinto (acho que é por isso que sou tão desmiolada, acuso bem a falta), e desisti do pão que me faz pneus.
De alentejana conservo a alma e agora também me alentejanei (que remédio). Mas isto do isolamento social é contra a minha natureza: o corpo fica dormente, a língua presa...
Ontem pensei que estava a ter uma sulispanta: arrepios, frios, tremores, descontrolo total.
Fui ver  - fechei as janelas que já chovia!
Mais essa m$##da!
Tal não é a moenga!

Sério que este mês tem 31 dias? Catano!

Cuidem-se!

 

passar a ferro.jpg

Oiçam - nunca falei tão a sério! Vocês internem-me! Fritei a pipoca de vez! O impensável aconteceu: 'atão' não é que dei por mim a gostar de passar a ferro? E já nem me mutilo durante a atividade! Isto é tempo a mais sozinha, tempo a mais em casa... estou a perder a identidade! Bem - gostar de passar a ferro não significa que o faça bem - certo?
Porém, refletindo sobre prisma mais intelectoalóide, podia dar uso a todas as filosofias que tenho andado a ler. Podia dar ouvidos aquela malta do coaching emocional, do positivismo, dos apologistas de ver nos percalços novas oportunidades e todas essas eficazes correntes de transformação mundial. Assim, podia passar a ferro para fora, podia abrir uma engomadoria ou podia mesmo era estar quietinha à espera que melhores ideias assolassem o meu espírito conturbado. Digam lá se não estou doente? Mais um bocadinho estou a fazer bolos e costuras e a ser o orgulho da minha Gertrudes!
Acho que preciso tirar uma sestinha...

Tal não é a moenga....

MyEmoji_190124_110459_54.gif